Desinvestimento, mineração e carbono zero até 2050

por | jul 26, 2021 | Blog, Notícias e Atualizações | 0 Comentários

Nosso webinar reuniu painelistas especialistas para discutir as melhores opções para fortalecer um caminho para a comunidade católica alcançar a meta de carbono zero até 2050.

O diálogo também levantou a questão sobre como fazer todas as instituições católicas caminharem rumo às energias renováveis ​​e ao carbono zero.

Neste sentido, Tomás Insua, diretor executivo do MLS, falou da posição da Igreja Católica e do Papa Francisco que tem assumido uma posição muito clara a respeito.

Apoiaram o desinvestimento para atingir o objetivo do Acordo de Paris de manter o aumento da temperatura global abaixo de 1,5ºC.

Com intervenções muito interessantes, o diálogo começou com as contribuições do Dr. Fatih Birol, diretor executivo da Agência Internacional de Energia.

O Dr. Birol enfatizou que a mudança climática é essencialmente um problema de energia e que temos que mudar a forma como produzimos. Ele compartilhou três ações principais para alcançar isso e iniciar um diálogo destacando que as vidas de milhões de pessoas e o dinheiro dos investidores estão em risco.

“A energia é responsável por cerca de 80% dos gases de efeito estufa, que causam as mudanças climáticas. A mudança climática é essencialmente um problema de energia”. Dr. Birol

Em seguida houve a participação de Daniela Andrade, da Rede de Igrejas e Mineração, contando histórias de partir o coração e as infelizes situações que as famílias enfrentam todos os dias na Amazônia, como exemplo das consequências da indústria extrativista que gera impactos irreversíveis na sociobiodiversidade.

“O grito da Mãe Terra e os gritos dos mais pobres têm suas raízes em um sistema econômico no qual estamos envolvidos”Daniela Andrade

Por sua vez, Richard Brooks, Diretor de Finanças Climáticas do Stand.earth, apresentou os casos que movem a narrativa de investimento, trazendo um contexto internacional e sobre a legislação do Maine sobre desinvestimento, destacando também que se Nova Iorque conseguiu desinvestir em combustíveis fósseis, qualquer lugar do mundo também é capaz.

“O incrível crescimento desse movimento do qual todos fazemos parte… é impulsionado por esses grandes avanços como o estado de Nova Iorque. Com a Laudato Si’, vimos um grande aumento nos compromissos de organizações religiosas.”. Richard Brooks 

A intervenção da Irmã Joan Brown da Ordem Franciscana no Novo México foi inspiradora e acima de tudo cheia de esperança. Partindo da fé católica, ela compartilhou conosco sua experiência no processo de desinvestimento.

Ela conta como usaram o ensino e a pesquisa para aprender mais sobre o assunto e principalmente para promover o programa de previdência das irmãs aposentadas. A intenção não era ganhar dinheiro, mas tiveram resultados extraordinários, são um exemplo a ser seguido.

“Minha comunidade abandonou os combustíveis fósseis. As razões pelas quais o fizemos foram várias: a urgência das mudanças climáticas, a responsabilidade espiritual e moral de fazer tudo o que pudermos” Joan Brown

O webinar contou com a participação final de Kyle Rosenthal da Rede Católica de Desinvestimento e de uma perspectiva acadêmica em sua experiência na Universidade de Boston onde o desinvestimento tem sido promovido em diferentes níveis já que as universidades têm grande potencial, além de apresentar uma abordagem que integra religião e academia.

“A Laudato Si’ realmente deixou as coisas claras para nós e talvez agora a deixamos um pouco de lado, mas temos que ver o que realmente significa assumir esses compromissos aos quais o Papa Francisco nos chama” Kyle Rosenthal

Guadalupe López Aguilar
Guadalupe López Aguilar

Copywriter
Guadalajara, México
Convencida de que a sustentabilidade é a única forma de continuar a nossa existência e de cuidar da nossa casa comum, junta-se ao MLS para a alcançar.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comments
Inline Feedbacks
View all comments