Conheça a católica de 67 anos, avó de três, marchando por justiça climática na COP26

por | nov 15, 2021 | Blog, Notícias e Atualizações | 0 Comentários

Isabella Harding (com megafone) à frente do grupo do Movimento Laudato Si’ durante a marcha de sábado por justiça climática, em Glasgow.

Mais de uma década antes de o Papa Francisco escrever a encíclica Laudato Si’, Isabella Harding ensinava seus alunos do ensino médio sobre a importância de cuidar da criação de Deus como professora de ensino religioso em Bristol, na Inglaterra.

Agora, a Animadora Laudato Si’ de 67 anos, avó de três, está defendendo a nossa casa comum, marchando ao lado de ativistas do clima e rezando na 26ª Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas, em Glasgow.

“Faço tudo o que posso”, disse ela.

Ela apoia a justiça climática há décadas, mesmo que com outro nome.

Isabella Harding at COP26

Isabella Harding

Isabella se lembra da falecida primeira-ministra do Reino Unido, Margaret Thatcher, alertando o mundo sobre as mudanças climáticas em 1987.

“A tarefa mais urgente que enfrentamos em nível internacional é negociar uma convenção-quadro sobre mudanças climáticas — uma espécie de guia de boa conduta para todas as nações”, disse Thatcher à Assembleia Geral das Nações Unidas 34 anos atrás.

Harding também se preocupava com a crise climática. “Mas eu estava confiante de que eles fariam alguma coisa, e não fizeram”, afirmou.

No entanto, isso não interrompeu seu próprio ativismo. A mãe de cinco filhos veio para Glasgow porque “este é um momento crucial do mundo para tudo, para que sejamos testemunhas”, declarou. “Estou rezando porque esta COP vai ser um sucesso como Paris se as ações forem realizadas imediatamente.”

Ela reza o Terço Laudato Si’ todos os dias e já passou horas orando na vigília inter-religiosa da COP26, que acontece por seis horas diárias.

“A resposta é a oração”, disse ela.

O ativismo de Isabella, porém, é de oração e ação.  

Em julho de 2020, ela completou o programa gratuito de treinamento de Animadores Laudato Si’, que conecta milhares de católicos que têm a mesma opinião e os ajuda a entender melhor a Laudato Si’ e as causas profundas da crise climática.

Para terminar o programa gratuito de seis semanas, ela e outros animadores lideraram um projeto comunitário que realizou ações em favor da criação de Deus.

“[O programa foi] muito, muito bom porque combinou a fé e a oração com a vida no mundo, nossa realidade atual, que é como vivemos a nossa fé”, comentou. “Nossa fé não é uma coisa separada de como vivemos.”

No sábado, ela marchou debaixo de chuva e vento por mais de cinco horas com o Movimento Laudato Si’ e outros Animadores Laudato Si’. O grupo caminhou em solidariedade com mais de 100.000 pessoas durante o Dia de Ação Global pela Justiça Climática.

Juntos, os grupos marcharam por justiça climática, gritando palavras de ordem como: “O que queremos? Justiça climática! Quando queremos? Já!”

As palavras de ordem mudaram ao longo da vida de ativismo de Isabella, mas sua paixão pela criação de Deus permaneceu. Ela continua em casa ensinando seus netos – de 1, 6 e 8 anos – sobre a crise climática e como cuidar da criação de Deus.

“Também tenho o apoio dos meus filhos e netos para fazer o que posso, pois posso fazer mais do que eles, que estão ocupados trabalhando e com outras coisas”, disse ela. “Mas meu compromisso com o clima é anterior a eles.”

Leia e assista mais sobre a COP26:

Jonathon Braden
Jonathon Braden

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comments
Inline Feedbacks
View all comments