Movimento Católico Global pelo Clima passará por uma mudança fundamental

por | jul 9, 2021 | Blog, Notícias e Atualizações

Nos últimos dois anos, o Movimento Católico Global pelo Clima percebeu uma mudança fundamental.

O processo intencional, inclusivo e conduzido pelo Espírito começou em outubro de 2019. Desde então, o GCCM tem hospedado inúmeras conversas com funcionários, membros do conselho, animadores Laudato Si’, líderes locais do Capítulo GCCM e católicos que lideram este trabalho no mundo inteiro.

O processo de discernimento incluiu uma extensa revisão dos valores, missão e nome do GCCM. O tempo todo, este movimento inteiro orou fervorosamente pela orientação do Espírito Santo enquanto procurávamos dar os próximos passos para trazer o Laudato Si’ à vida e ouvir o clamor da Terra e o clamor dos pobres, como o Papa Francisco nos invoca a fazer.

Este processo chegou recentemente à sua conclusão, e o GCCM decidiu listar seus valores, ampliar a declaração de missão e mudar seu nome.

O Movimento Católico Global pelo Clima foi fundado em 2015 por um grupo de 17 organizações e 12 líderes comprometidos em ajudar a Igreja Católica a seguir a liderança do Papa Francisco e a cuidar de nossa casa comum.

Com um novo nome, valores melhor definidos e uma declaração de missão mais clara, o GCCM espera ampliar a forma como os católicos e as pessoas de boa vontade em todo o mundo trazem o Laudato Si’ à vida diariamente em suas comunidades.

O GCCM anunciará seu novo nome no dia 29 de julho, no Dia da Festa de Santa Marta. Nos Evangelhos de Lucas e João, quando Jesus visita a casa de Marta e Maria, Marta está ativa, trabalhando em casa, enquanto Maria se senta aos pés do Senhor, ouvindo o que Jesus tem a dizer.

As duas mulheres representam os lados ativo e contemplativo do Movimento Católico Global pelo Clima: Todos nós devemos agir urgentemente contra a crise climática, mas também devemos desacelerar e contemplar a beleza da criação.

Em nome de todo esse movimento global, agradecemos seu apoio durante os últimos seis anos, e oramos para que o Espírito Santo continue guiando este trabalho.

 

Guadalupe García Corigliano
Guadalupe García Corigliano

0 comentários