Advento: Os dons que Deus nos deu na Criação

por | nov 29, 2021 | Blog, Notícias e Atualizações, Oração | 1 Comentário

Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas; e na terra, as nações estarão em angústia, inquietas pelo bramido do mar e das ondas. (Lc 21, 25)

Com este Evangelho de São Lucas, no domingo, 28 de novembro, começamos a percorrer o caminho do Advento. Depois de celebrar Cristo como Rei do Universo, iniciamos o momento litúrgico mais bonito do ano, no qual nos preparamos para ver o Menino Deus tornar-se um de nós.

Este ano, no Movimento Laudato Si’, queremos experimentar os dons que Deus nos deu na Criação e percorrer um caminho rumo à origem de tudo o que foi criado. 

Como São Francisco no Cântico das Criaturas, que agradeceu a Deus por todos os seres vivos que habitam o planeta, queremos viver cada dia do Advento em ação de graças por tantas coisas que nos foram dadas.

O som das ondas, a gravidade, as nuvens que nos dão sombra e chuva, o perfume das plantas, a areia, as abelhas, o chocolate e tantas outras coisas de que desfrutamos todos os dias e que raramente valorizamos como merecem. 

Rezemos:

Deus de toda a Criação, entramos alegremente no tempo de Advento, esperando a tua vinda na humildade de uma criança, Teu Filho Jesus. Nós te agradecemos pelo grande dom da Encarnação, quando Jesus se uniu à nossa natureza humana, compartilhando o ser material de toda a Criação.

Faz com que honremos a bondade de todos os teus dons no mundo natural. Num período frequentemente marcado pelo hiperconsumismo e excessos, faz com que demos graças por todas as boas coisas presentes na natureza.

A cada dia, que possamos refletir sobre a bondade dessas coisas como sinais do teu amor. Que sejamos solidários para com os que estão na pobreza e cultivemos um espírito de verdadeira generosidade. Que a luz do Advento cresça dia após dia juntamente com nosso amor pela tua Criação, redimida por teu Filho cuja vinda em breve celebraremos.

1.Todos os dias, ao começar um momento de oração, agradeça pelo dom da criação mencionado abaixo, dando graças a Deus Criador em suas próprias palavras ou com a seguinte oração: “Deus de Amor, Criador de tudo, nós te bendizemos e agradecemos pelo dom [das plantas medicinais]. Refletimos sobre o teu amor demonstrado a nós por estes dons e te louvamos por tua glória revelada em toda a Criação.”

2.Medite por um momento sobre este dom da criação.

3.Encerre com as palavras abaixo ou com sua própria oração de gratidão: “Deus de amor, que estes dons da criação sempre nos lembrem do teu amor ao vivermos o tempo santo do Advento. Em nome de Jesus. Amém.”

 

Durante este ano aprendemos que o futuro do planeta depende das nossas ações. O Papa Francisco nos convidou a adotar um “estilo de vida eco-sustentável”, mas como viver um Natal mais sustentável?

Os costumes de muitos anos podem ser difíceis de mudar, principalmente se já forem um hábito em nossa família. Mas sugerimos que você faça ouvir a sua voz e coloque em prática as dicas ecológicas de Natal que daremos nas nossas redes sociais. 

Além disso, para viver o Advento em oração, convidamo-lo a descarregar o Encontro de Laudato Si’ deste mês e a partilhá-lo com a sua comunidade:

Guadalupe García Corigliano
Guadalupe García Corigliano

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
1 Comment
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Helena Póvoa
Helena Póvoa
5 meses atrás

Uma boa ideia! Um calendário do Advento diferente. Que nos lembra das pequenas e das grandes coisas que nos fazem felizes. E nos são dadas de graça pela Criação, por Deus.
Mas há alguns pontos que devem ser melhorados. Deixo a minha proposta para a melhoria dos pontos:
2 – em vez de “A gravidade”, A Terra
5 – em vez de “*sua vitamina D e calor”. *seu calor e luz, para produzir vitamina D
Porque o Sol não nos dá vitamina D, é o nosso corpo que produz vitamina D quando exposto à luz do Sol.
11 – em vez de “*que estabilizam a litosfera”, *que embelezam a paisagem / *que nos deixam ver mais longe
Porque as montanhas integram a litosfera mas não estabilizam a litosfera.
Até breve!

Last edited 5 meses atrás by Helena Póvoa